Global Action Day comemorado na ETPC

Global Action Day comemorado na ETPC

Objetivo

Dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pelas Eco-Escolas em todo o mundo; Fortalecer valores e comportamentos ecológicos a fim de permitir o desenvolvimento global dos alunos, proporcionando-lhes a aquisição de conceitos básicos de meio ambiente e ferramentas de aprendizagem adequadas e motivadoras, no âmbito desta temática; Comemorar o Dia Mundial da Bolota; Consciencializar os alunos sobre a destruição da floresta autóctone em Portugal, que é constituída principalmente por carvalhos. Contribuir para a proteção e requalificação da nossa floresta autóctone que foi destruída pelos incêndios que assolaram a nossa região.  

Número de participantes

44

Descrição

No âmbito do Projeto Eco-Escolas, a Escola Técnico-Profissional de Cantanhede (ETPC) comemorou, no dia 10 de novembro, o Dia Internacional das Eco-Escolas.

Os Global Action Days (anteriormente designados por World Days of Action) visam dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pelas Eco-Escolas em todo o mundo, motivando-as para a comunicação e divulgação de algumas das muitas ações que se realizam em prol do ambiente.

Neste contexto, a brigada Eco-Escolas da ETPC desenvolveu algumas atividades que tinham como objetivo fortalecer valores e comportamentos ecológicos a fim de permitir o desenvolvimento global dos alunos, proporcionando-lhes a aquisição de conceitos básicos de meio ambiente e ferramentas de aprendizagem adequadas e motivadoras, no âmbito desta temática.

As atividades desenvolvidas passaram pela germinação da árvore autóctone sobreiro (Quercus suber), pela elaboração da árvore de natal para participar no passatempo “NATAL GULOSO”, e pelo hastear da bandeira verde.

A atividade de germinação de bolotas, teve como principal objetivo comemorar o Dia Mundial da Bolota e consciencializar os alunos sobre a destruição da floresta autóctone em Portugal, que é constituída principalmente por carvalhos. Para a realização desta atividade, as alunas tiveram de recolher as bolotas no campo, proceder à sua seleção e germinação.

Pretende-se, com esta atividade contribuir para a proteção e requalificação da nossa floresta autóctone que foi destruída pelos incêndios que assolaram a nossa região.

A atividade “NATAL GULOSO” teve como objetivos sensibilizar as alunas para a reutilização de materiais, chamar à atenção para a importância da reciclagem das embalagens, assim como alertar para a certificação FSC®.

Para o culminar de um dia repleto de atividades, a ETPC hasteou a Bandeira Eco-Escolas referente ao ano letivo 2016/2017. Esta cerimónia contou com a presença do Dr.º Pedro Cardoso (Vereador da Câmara Municipal de Cantanhede, com funções em regime de permanência, com competências delegadas nos pelouros da Cultura, Educação, Solidariedade e Ação Social, Feiras e Mercados, Turismo, Fiscalização e Contraordenações, Ambiente e Qualidade de Vida), da Dr.ª Cláudia Azevedo (Chefe de Divisão de Educação do Município de Cantanhede), da Dr.ª Emília Pimentel (Técnica Superior responsável pela Divisão de Educação e responsável pelo projeto Eco-Escolas no Município) assim como os elementos da casa, o Dr.º Carlos Sousa (Diretor Pedagógico da Escola Técnico-Profissional de Cantanhede), da professora Catarina Soares (coordenadora do Projeto Eco-Escolas) e da Brigada Eco-Escolas da ETPC (alunas do curso técnico de apoio psicossocial).

Escola Técnico Profissional de Cantanhede | Cantanhede
Educação de qualidade - Objetivo 4Cidades e comunidades sustentáveis - Objetivo 11Produção e Consumo Sustentáveis - Objetivo 12Proteger a Vida Terrestre - Objetivo 15
Eco-Escolas
Publicado a

10/11/2017

Submeter um comentário