Todos juntos pelo clima

Objetivo

Ações do dia 27 de setembro de 2019

Na Escola Básica Bernardim Ribeiro, Torrão, Alcácer do Sal os alunos desenvolveram as seguintes ações: 1.ª – Explicar qual o significado de a Bandeira Eco-Escolas se encontrar a meia Haste; 2.ª – Distribuição das árvores do pátio pelas Turmas, para que ao longo do ano letivo cada Turma se responsabilize pela “Árvore da Turma”; 3.ª – Colocar comedouros para aves nas árvores da Turma; 4.ª – Verificar os ninhos para morcegos colocados no ano letivo anterior e se estão habitados; 5.ª – Investigar quem é Greta Thunberg e o que tem feito.    

Número de participantes

17

Descrição

1.ª – Os alunos juntaram-se junto à Bandeira Eco-Escola, lá foi-lhes explicado o significado da Bandeira estar a meia haste e foi pedido que transmitissem essa ideia nas respetivas casas, pois os Pais e Encarregados de Educação também repararam na Bandeira a meia haste.

2.ª – Os alunos dos 6.º, 7.º 8.º e 9.º anos já tinham as árvores da Turma distribuídas do ano letivo anterior para cuidarem, protegerem e investigarem a sua história do ano letivo anterior. Assim, foi distribuída a árvore à Turma do 5.º ano (alunos novos na Escola) e foi feita uma explicação sobre as responsabilidades que a Turma tem sobre a Olaia.

3.ª – Foram colocados comedouros com alpista nas árvores;

4.ª – Os ninhos para morcegos foram verificados e procuraram-se excrementos por baixo deles;

5.ª – Os alunos do 5.º ano, fizeram um trabalho de investigação sobre Greta Thunberg e as suas ações.

Avaliação/impacto

1.ª – Os alunos ficaram bastante sensibilizados por neste dia a Bandeira se encontrar “diferente”. Compreenderam que era um alerta para a urgência de medidas concretas que possam reduzir as alterações climáticas e os seus efeitos.

2.ª – A “Árvore da Turma”, é uma responsabilidade para cada Turma e tem permitido que os alunos se tornem mais responsáveis e interventivos. O intercâmbio entre as turmas tem permitido que também sejam conhecidas as árvores das outras turmas (apenas entram neste sorteio árvores autóctones);

3.ª – A colocação de alpista e o “fabrico” de comedouros, teve um bom impacto. Os comedouros foram feitos de cascas de limão. Os alunos ficaram sensibilizados pelo facto do limão estar a ter uma tripla utilização (primeiro foi-lhe retirado o “vidrado” da casca para fazer chá, depois foi espremido e a polpa utilizada para fazer limonada e por fim as cascas serviram para fazer os comedouros que se encheram de alpista). Esta atividade foi muito rica sobre o ponto de vista pedagógico, pois permitiu integrar conteúdos e saberes da disciplina de Ciências Naturais do 6.º ano (compreender a importância de uma alimentação equilibrada e segura), onde se referiu que o limão é uma das maiores fontes naturais de vitamina C. Um dos alunos acrescentou ainda, que o limão surge na composição do detergente para a louça, foi-lhes explicado o poder desengordurante do limão não só na lavagem de louça, mas também no nosso organismo. Então esta atividade permitiu “ir mais além”, pois foi possível articular ação direta com os conteúdos das disciplinas e a interação, os alunos refletiram e colocaram questões relacionadas com as suas observações da realidade e vivências diárias;

4.ª – Debaixo de um dos ninhos de morcego, encontraram-se excrementos, sinal que este é habitado;

5.ª – Os alunos ficaram a conhecer algumas das ações desenvolvidas por Greta Thunberg.

Escola EB 2,3 Bernardim Ribeiro | Alcácer do Sal
Ação Climática - Objetivo 13
Eco-Escolas
Publicado a

04/10/2019

Submeter um comentário