E se a minha cidade acordasse sem árvores?

E se a minha cidade acordasse sem árvores?

Objetivo

  • Reconhecer  a grandeza e riqueza de recursos fornecidos pela floresta;
  • Compreender a dimensão internacional das florestas;
  • Sensibilizar para a diversidade da floresta portuguesa;
  • Identificar as causas que tornam as maiores cidades portuguesas “pouco verdes”;
  • Conhecer boas práticas de preservação da floresta no espaço urbano.

Número de participantes

80

Descrição

A atividade “E se a minha cidade acordasse sem árvores” decorreu entre 8 e 10 de novembro, na biblioteca da Escola Sede do Agrupamento Soares Basto, em Oliveira de Azeméis. Participaram cerca de 80 alunos, de quatro turmas do 9º ano. A atividade  foi dinamizada pela disciplina de geografia e pressupôs a criação de cartazes de sensibilização sobre os efeitos da ausência de árvores numa cidade. O objetivo principal foi sensibilizar a comunidade educativa para a necessidade de evitarmos o lento definhar da nossa existência, defendendo as árvores que nos sustentam. O princípio é sempre “…cada um deve estar atento aos impactos que as suas escolhas têm no planeta, e o que esses impactos significam para as gerações futuras.” Ban Ki-Moon (ONU, 2015).

Avaliação/impacto

Com esta atividade, conseguiu-se atingir de forma muito satisfatória os objetivos inicialmente propostos, contribuindo-se, assim, para a formação pessoal e social de todos os alunos envolvidos. Foi possível fomentar boas práticas que promovam a conservação da floresta; estimular o espírito de equipa; desenvolver a autonomia e a criatividade; estimular o sentido crítico e fomentar o debate de ideias sobre as diferentes soluções para o a sustentabilidade da floresta.

Escola Básica e Secundária Soares Basto | Oliveira de Azemeis
Cidades e comunidades sustentáveis - Objetivo 11Proteger a Vida Terrestre - Objetivo 15
Jovens Repórteres para o Ambiente
Publicado a

12/11/2017

Submeter um comentário