Dia da Floresta Autóctone – “Azevinhos à Vista! “

Dia da Floresta Autóctone – “Azevinhos à Vista! “

Objetivo

O Global Action Day constitui uma excelente oportunidade para mostrar ao mundo as diversas atividades que diariamente realizamos em prol do ambiente e para inspirar e motivar na progressão do agir pela sustentabilidade. Criar atividades  de enriquecimento curricular aos alunos que integram projetos de educação ambiental da escola. Melhorar a qualidade do ar e reduzindo a ilha de calor da cidade, com a plantação de plantas autóctones num recinto na Escola Secundária Sá de Miranda, escola esta que fica no centro da cidade de Braga.  

Número de participantes

40

Descrição

No dia 23 de novembro de 2018, dia em que se celebra a Floresta Autóctone, a turma do 6ºA e alunos do 7ºA e 8ºB e C da Escola Básica de Gualtar (2/3), acompanhados pelas professoras Fátima Gaspar (coordenadora do projeto Eco Escolas), Fátima Sá e Raquel Malheiro, com a colaboração da Câmara Municipal de Braga, deslocaram-se à Escola Secundária Sá de Miranda, para plantação de espécies nativas nacionais, concretamente, azevinhos (Ilex aquifolium), delineando uma sebe que, dentro de sensivelmente cinco anos, se prevê luxuriante e festiva.
Inicialmente, foram retirados alguns azereiros (Prunus lusitanica), para posterior transplante para outro local.

Como se trata da frontaria da Escola, uma imagem de marca do estabelecimento de ensino mais antigo da «Cidade dos Arcebispos», decidiu-se pela plantação de uma espécie mais rica e dignificante, uma espécie autóctone. Inserido em plena malha urbana, o edifício secular absorve toda a carga poluente da circulação rodoviária, que se revela muito intensa nessa zona de entrada citadina.
Presentes estiveram também as crianças e educadores dos Jardins de Infância de Tadim que, arregaçando as mangas, fizeram «granadas de sementes» de bolotas e plantaram aromáticas, tais como alfazema e alecrim, para criação de um jardim de plantas aromáticas e medicinais.
Após essa jornada verde, um pequeno lanche revigorante foi oferecido a todos.
No final, os alunos das turmas de Gualtar visitaram ainda o Museu da Escola Secundária Sá de Miranda, enriquecendo assim a sua visita de estudo em prol do ambiente e da sustentabilidade, com um contacto estreito com um espólio maravilhoso de ciência usado, noutros tempos, em contexto educativo.

Uma agradecimento muito especial ao Município de Braga, por nos proporcionar momentos tão especiais como este.

Avaliação/impacto

Muito positivo e motivador. Os alunos conviveram de uma forma entusiástica.

Escola Básica de Gualtar - Agrupamento Carlos Amarante | Braga
Educação de qualidade - Objetivo 4Cidades e comunidades sustentáveis - Objetivo 11
Jovens Repórteres para o AmbienteEco-Escolas
Publicado a

30/11/2018

Submeter um comentário