AULA DE CAMPO COM O PROJETO CIÊNCIA ANDANTE

AULA DE CAMPO  COM O  PROJETO CIÊNCIA ANDANTE

Objetivo

O Projeto Ciência Andante pretende aumentar a literacia científica dos jovens e atraí-los para a ciência e, ao mesmo tempo, promover a educação para o ambiente e cidadania. Avaliação da qualidade ecológica da água do  rio do troço por nós adotado, em interação com o Projeto RIOS.

Número de participantes

25

Descrição

No âmbito do Oxigenar Braga e em articulação com o Eco Escolas e o Projeto Rios da Escola Básica de Gualtar, a turma G do 5º ano participou, no dia 22 de março pelas 14 horas, numa aula de campo junto ao troço adotado do rio Este.

Acompanhados por quatro professores e dois Encarregados de Educação, os alunos começaram por sentir o espaço, fazendo silêncio para escutar o murmúrio das águas, o canto dos pássaros e o estridular dos insetos. O investigador da Universidade do Minho, Georgio Pace, levou os alunos a observar as margens e a concluir que o rio precisaria de mais espaço e de mais árvores para poder acolher mais biodiversidade no seu seio. Refletiu-se sobre os efeitos da poluição e do urbanismo e os alunos foram sensibilizados para a proteção e preservação das áreas ribeirinhas.

Foi feita uma recolha de amostras do fundo do leito do rio para identificar a presença de macroinvertebrados bentónicos, e assim poder inferir sobre a qualidade da água do rio. Em grupos, os alunos, feitos “coca bichinhos”,  observaram à lupa as amostras recolhidas, classificaram-nas e fizeram a sua conservação para estudo complementar em sala de aula. Concluíram, a partir dos macroinvertebrados encontrados, que este troço do Rio Este (junto ao campo de futebol de São Mamede) apresenta uma qualidade da água média e mostraram muita vontade de continuar a monitorizá-lo, no sentido de o proteger.

Fez-se a recolha do lixo existente nas margens e terminou a visita com um lanche e brincadeiras no parque das merendas.

Obrigada à Universidade do Minho e ao programa Ciência Andante por ter propiciado esta atividade de sensibilização para a necessidade de se preservar a qualidade biológica das águas e de se conservar e proteger toda a biodiversidade que ela encerra.

Eco Escola da Escola EB de Gualtar

Avaliação/impacto

Muito positivo e motivador, onde os jovens participantes aprenderam e perceberam da importância de se fazer uma avaliação do “noss0  rio”. Avaliarmos a condição ecológica do rio e o estado da vegetação ribeirinha.

Utilizamos  índices bióticos com base na análise da diversidade e abundância dos macroinvertebrados bentónicos. Também classificamos o estado ecológico da água do rio nas categorias “Excelente”, “Muito bom”, “Bom”, “Medíocre” ou “Mau”.

Escola Básica de Gualtar - Agrupamento Carlos Amarante | Braga
Educação de qualidade - Objetivo 4Cidades e comunidades sustentáveis - Objetivo 11Proteger a Vida Marinha - Objetivo 14
Jovens Repórteres para o AmbienteEco-Escolas
Publicado a

25/03/2019

Submeter um comentário