Alterações Climáticas e Floresta Autóctone

Alterações Climáticas e Floresta Autóctone

Objetivo

Sensibilizar toda a comunidade educativa para a necessidade da adoção de atitudes sustentáveis para inverter as alterações climáticas. Sensibilizar e valorizar a floresta autóctone.

Número de participantes

601

Descrição

Na semana de 25 a 29 de novembro, a Escola Secundária/3 de Castro Daire, dinamizou várias atividades de forma a sensibilizar a comunidade educativa a desenvolver atitudes sustentáveis para reverter as alterações climáticas. Assim:
Os alunos do clube Eco – Escolas fizeram pesquisas sobre a importância da floreta autóctone. Elaboraram cartazes e recolheram ramos, folhas e frutos de três espécies autóctones da região. Os cartazes e as amostras recolhidas estiveram expostos durante toda a semana junto ao Eco – Painel.

No dia 26 de novembro, os alunos do 7ºD e do 8ºB, assistiram a uma sessão temática, na qual um especialista abordou o tema das alterações climáticas e da adaptação, com particular incidência no território de Viseu Dão Lafões. Após esta sessão, seguiu-se uma atividade lúdico-didática de consolidação, sensibilização e de envolvimento dos alunos para a temática. Através de 3 jogos e outras ferramentas didáticas foram trabalhados os conceitos, e as formas de adaptação às alterações climáticas. 1º Jogo – Promoção e valorização das espécies autóctones (20 min); 2ºJogo – Água – Preservação e Retenção dos Recursos Hídricos (25 min); 3º ‒ Prevenção dos incêndios florestais (15 min) . Os alunos participaram ainda no Photocall (5 min), e por último receberam um diploma e um brinde final.

No dia 29 de novembro os alunos continuaram a sensibilizar para as boas práticas ambientais e solidárias, através do lançamento de um concurso inter – turmas, intitulado: “Recolha de Resíduos”. Este concurso visa a recolha de vários tipos resíduos, como: Tampinhas de plástico, no âmbito da campanha ” Vamos ajudar a Mafalda”; Rolhas de cortiça, no âmbito do projeto “Rolhas que dão árvores”; Papel , no âmbito da campanha ” Papel por Alimentos”; REEE`s; pilhas, tinteiros e toners. As tampinhas serão entregues aos pais da Mafalda, uma menina de quatro anos que tem uma doença metabólica grave. O papel será entregue no Banco Alimentar de Viseu, e as rolhas de cortiça, serão entregues no hipermercado Continente de Viseu, que tem uma parceria com a Quercus. Para divulgação desta campanha, foi elaborado pelos alunos do Curso Profissional de Multimédia um cartaz apelativo ao tema.

Avaliação/impacto

As atividades planeadas para esta semana tiveram uma avaliação muito positiva. Pois os alunos participaram de uma forma muito ativa e  espontânea na sinalização deste dia, desenvolvendo atividades em prol do Ambiente e da Sustentabilidade.

Escola Secundária/3 de Castr Daire | Castro Daire
Água potável e saneamento - Objetivo 6Cidades e comunidades sustentáveis - Objetivo 11Ação Climática - Objetivo 13Proteger a Vida Terrestre - Objetivo 15
Eco-Escolas
Publicado a

06/12/2019

Submeter um comentário